terça-feira, 7 de junho de 2011

E a Vogue.pt deste mês , hem?


Até ver, aconselho vivamente a entrevista a Elie Saab da Patrícia Barnabé.

Anos 70 de mãos dadas com a H&M

Roupas com um ar étnico, natural e rootsy dominaram os primeiros anos do anos 70, as pessoas exploravam o New Age, viajar mais barato tornou possível visitar lugares até aí distantes. Os hippy fashions da década anterior reformularam roupas com um ar étnico, usando o artesanato como o tricot, tapeçaria, tecelagem e tinturaria para o epicentro da moda.


H&M
Nos anos 70 novas inspirações nasceram das colaborações da moda e da arte como por exemplo de designers como Ossie Clark e Celia Birtwell e Bill Gibb e Zhara Rhodes. Em 1977 Malcolm Maclaren e Vivienne Westwood renomearem a sua loja como Seditionaries e simultâneamente lançavam a carreira dos Sex Pistols.
Enquanto isso em 1972 Diana von Furstenberg lançava o seu  famoso e eterno vestido wraparound que foi um grande hit. <<"Feel like a woman. Wear a dress." Five million wrap dresses later, she was touted as the new icon of female liberation and the most marketable designer since Coco Chanel.>>


Diane von Furstenberg wraparound dress
Parkas confortáveis, forradas no exterior com bolsos grandes, normalmente feitas de algodão e com o forro removível, inicialmente desenhadas para soldados, tornaram-se bastante populares nos jovens dos anos 70.
H&M
H&M
H&M
H&M
Assim como os macacões e os vestidos tubo em tons de branco, bege e pastel, os padrões e cores, sobretudo os motivos florais são tudo características dos anos 70, que vamos poder ver numa H&M perto de  nós, no próximo Outono/Inverno.

H&M

H&M

Fui eu a única...

Que li a entrevista da Alexa Chung e achei o contrário de todos? 
É que ela diz:"Blogs re ridiculous; they're just a mood of boards - unless you are Tavi..."
Ora vamos por partes, há blogs rídiculos que são só mood of boards(sem dúvida), há muitos outros que não. Paciência que a menina só conheço o da Tavi e a Tavi também tem muitos mood of boards.
Pena também, que já tenha aberto a discussão sobre o valor da Tavi por duas vezes aqui e aqui e nunca tive comentários suficientes que expressassem verdadeiras opiniões.


quinta-feira, 2 de junho de 2011

Guava - Parte II

Pois é maltinha eu tinha dito que tinha mais informações para dar sobre a Guava e se tudo correr bem teremos uma Guava - Parte III e IV, mas não se assustem que vai ser só coisas boas que vos vou mostrar. 
A marca portuguesa Guava da designer Inês Caleiro e sobre a qual eu escrevi aqui vai agora este Sábado começar a ser vendida em exclusivo na loja Akira na Calçada do Combro, Nº8. 
Akira - Reinvent your Reality está aberta de 2ª a Sábado e se quiserem mais informações é clicar AQUI que o Facebook além de ser a vida virtual dos dias de hoje, também dá as informações todas.
E agora mais umas imagens de uns modelitos para vos convencer que a Guava vale mesmo a pena.








P.S: Os sapatos que vão estar Sábado à venda são uma espécie de Edição Limitada e não são os modelos de Inverno. São alguns dos modelitos acima.