segunda-feira, 30 de maio de 2011

Mulher que é mulher...

traz sempre muita tralha ESSENCIAL atrás de si. Eu como passo a vida Porto - Lisboa e vice-versa um dia antes de fazer malas começo logo com náuseas. A quantidade de coisas que sou capaz de acumular é incrível. 
E portanto aqui ficam umas fotografias para ilustrar uma parte da " tralha" essencial(reforço) que eu acumulo.




Ora a ver se a gente se organiza, da esquerda para a direita tem os meus pincéis de blush, base, iluminador e anti -olheiras.
Na linha de trás o Nativa Spa do Boticário é óptimo para pernas cansadas e uso-o imenso no Verão tem um cheiro fresco a menta e relaxa imenso as pernas num banho de água fria(tudo contra as varizes e pernas cansadas), depois ao lado tenho o meu gel de Benefit para peles oleosas e desmaquilhante funciona cinco estrelas. Ao lado tem o meu creme Antirougeurs da Avène, tenho uma pele que no Inverno faz muitas epinges (uma espécie de rosáceas ásperas em determinadas partes da cara) este creme lavante é indicado para isso e também para peles muito sensíveis que ficam vermelhas com facilidade. Ao lado do creme da Avène tenho um da Uriage linha Hyséac, uso o creme e um sabonete da mesma linha pois  tenho uma pele oleosa no ombros e peito e consequências de uma adolescência inconsequente tenho muitas marcas, mas a minha vida mudou quando encontrei a linha da Hyséac da Uriage no banho uso o sabonete e depois o creme que me hidrata a pele sem a engordorar e causar novas espinhas ou pontos negros. Por fim, na mesma fila tenho o meu creme de rosto da Clarins sobre o qual já fiz um post AQUI e com o qual estou muito contente e por baixo do creme o meu esfoliante da Sephora que é um espectáculo por 12,90€ (se não me engano).
Na linha da frente e continuando da esquerda para a direita, tenho a minha base de rosto da Make up Forever e da qual sou uma fã incondicional, então quando alguém me diz que tem problemas de base eu digo logo: "Já experimentaste Make up Forever?!", meninas resulta mesmo, é cara mas rende muito e vale todo o dinheiro que se dá por ela. Depois ao lado tenho os meus dois tónicos, o diário e o desmaquilhante ambos da Sephora e que funcionam lindamente, já experimentei várias marcas e no fim de contas estes são muito bons e nada caros, além do mais adoro o sistema de "despejar" do tónico desmaquilhante, põe-se o disco em cima carrega-se e pufff está molhado sem desperdícios!!!
Agora vem a miscelânea da frente, tenho o spray que limpa os pincéis(eu sei que não faz parte directamente da minha beleza, mas segundo uma menina da Sephora um pincel bem tratado pode durar UMA VIDA, note-se!). Seguindo tenho o meu perfume Channel Nº5 que eu adoro, mas eu confesso ele não é meu é da minha mãe oferecido por mim(presentes daqueles envenenados) adoro-o sempre que posso uso-o e não dispenso o agradável cheiro que fica nas roupas. E como o  classificou a responsável da Channel, em conversa comigo "já não é o cheirinho da avó mas da neta da avó!".
Em diante tenho o meu revirador de pestanas que é milagreiro, o meu anti - olheiras da Make up Forever e os bâtons um é do mais antigo que pode existir porque já era da minha mãe e eu adoro-o outro é um hidratante da Khiehl's não dispenso, no Inverno sobretudo, o terceiro boião é de um bâton da L'occitane com uma rosa lá dentro é espetacular e tem uma cor super natural.
Logo de seguida tem o meu fantástico rímel que não troco por mais nenhum no mundo(até ver) que é o da Maybelline Colossal e o creme gordo da Barral dá sempre jeito para qualquer problemazito que surja.
Como sou muito branquinha sou uma tolinha por protectores solares e ali está o meu batôn protector da Uriage (acreditem não sou patrocinada pela Uriage, mas tenho uma relação muito especial com a marca).
Os meus quatro últimos ingredientes para ficar bela e amarela são o pó da Make up Forever que é para matificar e eu uso na zona T que é mais oleosa. O primer da Sephora que é muito bom, mas também já experimentei o novo da Boticário e gostei imenso. O meu blush da Shiseido isto do blush é uma coisa nova e portanto tem dias que saio de casa parecendo uma rosa bêbeda de tão "blushada" que vou. E por último sombra da Estée Lauder que saiu na Vogue 100 Edições mas eu não lhe passo muito cartão, tenho que lhe dedicar mais tempo.
E agora vocês percebem que eu não só acumulo tralha como falo pelos cotovelos!!! Tanto texto para falar sobre meia - dúzia de produtos.
É assim digam-me vocês de vossa justiça se também acumulam assim ou sou só eu. E que produtos guardam/têm um lugar especial para a vossa beleza!!!
                                                       Boa Semana
                                                              ***

sexta-feira, 27 de maio de 2011

H&M

A facilidade de entrar numa H&M e em menos de vinte minutos deixar lá 35€ ainda me surpreende, já não sei porquê!?








sábado, 21 de maio de 2011




Uma conversa que se alongou por mais de duas horas, numa tarde muito bem passada no Starbucks(sim, somos "dessas bloggers" que gostam de Starbucks)estive à conversa com a Joana autora do blog de moda Amberhella.
O esquema era simples, eu encontrava-me com ela às quatro horas no Starbucks e depois conversávamos sobre o que desse e viesse, assim foi.
Rigorosa como sou com as horas cheguei meia hora mais cedo, mas desenganem-se que ela não chegou nem um minuto atrasada.
Mal chegou reconheci-a logo, com os seus cabelos longos e loiros e dona de uma elegância invejável. O que me espantou foi a sua vivacidade, descontracção e a forma animada e contínua como fala sobre assuntos triviais e menos triviais.
Tive direito à estreia de um outfit diz-me ela, "trouxe a minha camisola nova da Topshop e as minhas novas sandálias da Asos"(giras penso eu!)
A conversa foi variada e ainda tive direito a uma explicação da Sara do Defeito de Fabrico sobre o que é vintage e o seu conceito. Falamos sobre a Lisboa Fashion Week, sobre a mítica carteira da Tavi que afinal não existia, o panorama nacional de moda, projectos e aquilo que a mim mais me fez identificar com ela, a moda como expressão daquilo que somos e do nosso estado de espírito, entre outros.
Na Lisboa Fashion Week foi um acaso, se é que se pode chamar de acaso, Amberhella diz que não houve tempo nem paciência para pedir credenciais para ir, arranjou bilhetes e foi dois dias. Dois dias óptimos onde teve a oportunidade de conhecer algumas bloggers portuguesas e onde também não teve oportunidade de se encontrar com outras que gostaria.
O seu designer preferido português é o Filipe Oliveira Baptista e diz que não se importava de dar determinados valores por uma peça dele, desde que gostasse. A importância está nas peças e não propriamente no designer.
Desportos preferidos são: compras, "gasto cerca de 60% do meu ordenado em roupa". E os dois vícios são: Melissas e perfumes.
E nos perfumes é que encontramos a maior curiosidade desta blogger que consegue perfeitamente dizer qual o perfume que temos apenas cheirando. "Sou viciada em perfumes e tenho mais de cinquenta, mas os meus preferidos são o HER do Narciso Rodriguez, o Miami Glow da Jennifer Lopez e que diz ser óptimo para o Verão, Flower Bomb do Viktor and Rolf e por fim mas não esquecido o Escada Magnetism."
Confesso que na conversa toda amei os lábios bem finos e cor-de-rosa do seu baton que lhe dão um ar de Barbie ginasta e porquê Barbie ginasta? Porque parece que nunca se vai partir, que é super ágil e quando algo desagradável acontece, ela dá a volta por cima com a sua característica mais marcante, a descontracção.
"Caí na Quinta da Regaleira num lago que devia ter uns dois metros de profundidade, fiquei toda magoada e estraguei umas calças novinhas que tinha usado para um post nesse dia, no dia seguinte comprei logo umas novas iguais porque as outras ficaram todas rotas, mas agora estou cheia de nódoas negras e arranhões, mas vim de saia, porque as minhas pernas têm que apanhar sol para ficarem morenas bem depressa, se fosse há uns anos atrás, não pensava assim. Tentaria esconder o problema até se resolver por si, agora não. As nódoas negras fazem parte de mim e do que me aconteceu."
Eu comento quem me dera conseguir ser assim, mas deve ser uma forma de estar que vem com a idade, Amberhella confirma vivamente que sim.
Os projectos que tem em mãos para o futuro passam por esta forma de estar na vida e transmiti-la aos outros mais concretamente a outras mulheres e jovens, uma forma de estar que demorou a adquirir mas com a qual hoje se identifica perfeitamente.
Aos 9 e aos 14 anos tive anorexia e aos 19 bulimia, todos temos problemas com o nosso corpo, mas é importante valorizarmo-nos pelo que temos e eu e a Sara do Defeito de Fabrico queremos ajudar as mulheres e raparigas a adquirirem uma auto - estima mais alta e realista do que são. Não sou nenhuma stylist nem pretendo ser, mas quero poder conversar e dar conselhos sobre a imagem e ajudar a melhorar a auto-estima de muita gente. 
Coordenar o blog com a minha vida profissional hoje em dia dá muito mais trabalho, ao início comecei a responder a todos os comentários que me faziam, quando o blog aumentou de fluxo e passou a ter mais comentários, responder a todos esses comentários leva-me muito mais tempo, mas se isso era uma característica inicial porquê mudar? Não, mantenho-a, faço-o com o maior prazer e recebo os melhores comentários do mundo, as pessoas são super simpáticas comigo, nunca tive um "hater", pelo menos que eu saiba. E por vezes recebo e-mails lindos e da maior simpatia.

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Isto vai ser assim...

Eu juro que tentei e mandei mil e-mails mas recebi muitos: NÃOS!!!
O que eu queria era entrevistar algumas pessoas e ficar mais informada sobre o que fazem e transmitir-vos, mas era o que eu queria e portanto é um plano que vai seguir em frente mas mais devagarinho e vou tentar prometer-vos uma entrevista/conversa com alguém que eu considere importante no panorama da moda portuguesa ou de outros temas. Se não houver a tal entrevista por mês não me crucifiquem, é porque ainda não foi desta que eu consegui ou encontrei alguém que valha realmente a pena, há sempre várias hipóteses para que isso não aconteça.
A modos que vos prometo, para já a minha primeira conversa com uma fashion blogger bem conhecida por vós e que é das pessoas mais descontraídas com que me cruzei até hoje.

Até já
                                                                                                                                                               ***

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Pechinchas



Ora para quem não sabe eu sou uma mulher de pechinchas. E por pechinchas é encontrar algo que quero muito a um preço mais baixo que o usual, daí os descontinhos da Sephora serem presentes envenenados (já falei sobre isso)
Este fim de semana fui ao Outlet de Vila do Conde sítio que frequento desde a sua abertura e que melhorou consideravelmente de qualidade!!!
Já estava eu quase a sair do Outlet quando me lembrei que precisava do blush em baton da Shiseido e porque não espreitar o preço na Perfumes e Companhia Outlet?!
A verdade é que eu andava a estudar preços há muito e se na Sephora do Porto o tinha visto a 40,60€ em Lisboa vi-o a 40,80, feitas as contas com desconto de 10% poupava X, mas depois por curiosidade lembrei-me de ver o preço numa Perfumes e Companhia e custava à volta de 35€ e eu fiquei perplexa porque ainda sou do tempo em que a Perfumes e Companhia era mais cara que a Sephora.
Mas no Outlet custava 33,30€ e eu não perdi tempo a comprá-lo que coisas destas não se arranjam todos os dias!!!
E lá veio ele todo laroca passear comigo na saquinha e agora na minha cara!!!



P.S: No Outlet diziam que ele fora das lojas custa cerca de 39€ mas eu fiz várias visitas a diferentes lojas da Perfumes e Companhia e nunca vi este preço marcado, no entanto...se alguém vir, avise-me que é para eu saber dos preços inflacionados!!!

Boa Semana
***

domingo, 15 de maio de 2011

Assim em jeito de provocação...ou não!

Na Vogue.pt deste mês, que eu acho ter subido consideravelmente de qualidade(parece que estão mais aplicadinhos, vá!) vem um artigo que se chama Barroco au naturel tirando a parte que chego ao fim do artigo e pergunto: Já agora, Barroco ao natural porquê, assim só para saber...é que não compreendi o conceito de Barroco aqui aplicado, mas posso ter sido só eu. Se por acaso alguém tiver lido e tiver a amabilidade de me explicar, fico desde já grata.
Mas o que interessa é que o autor do artigo Manuel Arnaut, tem numa parte do artigo assim escrito: "Apesar de Portugal ser um país com uma imensa tradição têxtil, é triste observar o desfasamento entre o investimento e a criatividade no que toca  este tipo de recursos. Enquanto por cá se continua a insistir que a modernidade é sinónimo de embaraçosos vestidos de cortiça que tentam recriar os volumes cliché da Alta-Costura; no panorama internacional, marcas como Roberto Cavalli, Bottega Veneta, Oscar de La Renta e Alexander McQueen têm trabalhado no sentido de aliar as técnicas mais artesanais ao registo contemporâneo."

Ora, eu quando li isto fiquei muito indignada, atrevo-me a dizer irritada até, mas depois reli e refreei os meus sentimentos. Li de novo e pensei: a nossa opinião (minha e do Manuel Arnaut) não está assim tão distante, eu concordo que ainda há um grande desfasamento no investimento da cortiça e os modelos que chegam até nós público, até aí tudo bem!
Eu até acho que a cortiça ainda não chegou ao designer português certo, mas acho que caminha a passos largos.
E que mania a nossa, de renegarmos o nosso artesanato que tem coisas tão interessantes e nós pomos de lado e dizemos que é feio.
Aposto que se a Olivia Palermo aparecesse amanhã, como eu, com um porta-moedas de cortiça ia ser o maior "hit" do mês, mas como não aparece, não é. E a nossa verdadeira tradição é desmotivar e dizer mal desse que é o nosso verdadeiro artesanato.
Mas temos pena, tal como escreveu Manuel Arnaut, com o meu "...budget no limite..." o ano passado, ainda tive algum "...para comprar, que seja uma peça única, cuja construção irrepreensível justifique o investimento." e não, não foi numa peça Prada nem Dolce Gabanna, que também têm todo o seu mérito, mas, foi mesmo no "Lu Caper - Made in Portugal" pois é, quem por aqui já passa sabe que quando os investimentos portugueses merecem apoio eu sou a primeira a apoiar, porque pode haver um desfasamento no investimento, mas o cliente também(e sobretudo agora) dita modas.
Portanto aqui estão 50€ investidos no meu país:











E Tenho dito que o melhor é não me estender mais. Que sei bem que não é um vestido, mas é um acessório importante e bem giro in my opinion.


P.S: O Miguel Somsen está lá de novo!!!!

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Clarins - teste

video


Pois que é assim, há dias em que visitamos a Sephora e as jovens que lá trabalham todas elas são mimos e mais miminhos para cima de nós, e por mimos digo amostras, ou seja mimos envenenados!!!
Eu fui uma das felizes contempladas com as amostras do novo creme-geleia para o  rosto da Clarins, especialmente feito a pensar nas jovens e com um preço jovem (23,10€)!!!
Ora, lá fui eu para casa com duas amostras do creme-geleia indicado para peles mistas oleosas(daí o geleia, façam lá: ahhhhh!!! comigo)e a pensar é desta que a Vichy vai à vida? Não sei, pelo preço de um a Vichy oferece dois. Mas claro, eu usei o creme e claro, adorei. Só podia, como não era gorduroso e resultava bem na minha pele comecei a querer usá-lo sempre, mas as amostras não são eternas. São presentes envenenados e como este mês o creme da Vichy está-se a ir, eu lá fui à Sephora comprar o creme. E vocês perguntam-me e à Sephora porquê? Porquê não vais à loja mesmo!! 
E eu respondo: a Sephora dá presentes envenandos de quando em vez e no outro dia, era uns vales com desconto de 15% em qualquer produto e assim eu paguei 19,64€ pelo creme.
Com o qual estou muito satisfeita. Tem uma textura óptima e gelatinosa, é cheiroso mas suave. Hidrata-me a pele sem a tornar gordurosa e fazer aparecer pontos negros em sítios proibidos, tipo testa e nas faces.
Até ver estou a gostar muito, mas qualquer coisinha aviso e vocês também?!

Pede-se o favor de verem o vídeo sem musiquinha da treta, que isto ainda é : 1,2,3 som, SOMMMM!!

***
Óptima semana para todas vós

domingo, 8 de maio de 2011

sara phillips





Assim de repente, não sei nada sobre esta designer e descobri a sua existência pelo blog Ohsheshewawa. 
Mas os cavalos fizeram-me de imediato lembrar os Eadweard Muybridge.
E estou apaixonadíssima pelas peças, uma de cada, para mim, por favor!!!
Prometo descobrir e falar mais sobre esta designer!!!


quarta-feira, 4 de maio de 2011

Attitude - Interior Design


A revista Attitude no mês de Março/Abril visitou "o refúgio de um Historiador da Arte" no centro de Lisboa. 
E eu não resisti a partilhar com vocês!








                 
E como diria uma amiga minha, a filha da minha mãe criava-se bem nesta casa!!

Fotografias de: Carlos Cezanne
Textos: Joana Ramalho
Produção: Ana Lapão

***

segunda-feira, 2 de maio de 2011

Já disse?


 Já disse que tenho uns muitos parecidos com estes da Zara e são a minha paixão?!
Mas agora vem o Verão e estas também conquistaram o meu coração cheio de amor para dar...

domingo, 1 de maio de 2011

Acabei de ver...



E adorei não pela qualidade extraordinária do documentário, mas pelo que aprendi.
Ahh!! E gostei imenso da banda sonora, já a tenho.
E se tinha uma leve paixão pela Anna Wintour agora venero-a!!!

***