segunda-feira, 3 de junho de 2013

Não ler!

Há coisas que me fodem. É mesmo essa a palavra. Outras chateeiam-me no momento para logo depois desvalorizar. Isso foi coisa que aprendi com a idade(a pouca que tenho).    
Sempre fui caracterizada de falta de tolerância para com as outras pessoas e ao longo dos tempos tentei mudar isso...aliás eu, acho que vivo numa constante busca de me melhorar como pessoa. Sei que tenho mil e um defeitos, abro a boca quando não devia, para o bom e mau. Tem vezes que fico chateada com coisas mínimas, outras desculpo-as infinitamente arranjando explicações, que passado o tempo me fazem pensar : Where the hell was your mind?!
Mas pronto sou eu, assim mesmo impulsiva, descrente, seca, irónica, outras vezes contrasto muito sonhando demais.
Ás vezes o homem vai a conduzir e a falar sobre as filosofias dele e eu respondo: Perfeição não existe, isso é só uma utopia que nos faz buscar por algo que nunca se vai atingir.
Consigo vê-lo ao meu lado, a suspirar, depois segue-se um silêncio só interrompido pelo rádio e aí ele vai ao fundo da alma dele e trás de novo tudo que tem do seu melhor, a esperança, e olhem que a dele é inacreditável e sem fundo. Aliás o meu lado prático começa a pensar que ele podia dar palestras de esperança...ele dá esperança e bom senso a todos que se cruzam com ele. Ele é ao amigo playboy que não se decide de quem gosta mesmo, ele é a mim, ele ao amigo terrivelmente magoado pela vida, ele é à amiga que está triste pelo namorado que a magoou, ele é ao cão, ao coelho ao pássaro e sei lá o que mais. Sempre divertido e nos oito anos que o conheço da minha vida(apesar do contacto não ser sempre contínuo) contam-se pelos dedos de uma mão as vezes que o vi sem esperança. É IMPRESSIONANTE. Eu cheguei mesmo a suspeitar que a bondade dele e esperança se deviam a uma grande inconsciência do que era o mundo. Ou que lhe faltava uma qualquer parte do cérebro que o fizesse ver a realidade, mas enganei-me, como quase sempre. Ele está muito são e tem consciência do que é o mundo e não teve a vida mais difícil do mundo, mas também não foi apaparicado e o que tem, conseguiu-o sozinho e por ele. Ora posto isto, o que se passa para o homem ter tanta esperança? Não tenho respostas claras.
Eu não sou boazinha, eu sou muito má. Já era, mas depois que fui magoada(do género, letal)e não estou a exagerar, nunca mais voltei a ser docinha...
Consigo ser inconsequente, má, irónica, desdenhar, não se preocupem ás vezes também sofro, até porque depois deste lado todo existe um bem picuinhas, mimada, e fófinha pa' xuxu, que se enternece muito facilmente. E normalmente é quando isso acontece que me lembro que não devia ter esse lado. Mas claro está, eu Balança de signo me assumo e um lado não existia sem o outro.
Agora, não sou cá dada a diplomata, já me cruzei com muitos e muitas, mas eu não. 
Prontos, é daquelas coisas que não dá para mim...é uma merda, se eu soubesse dar respostas "nim", sorrir a todos e ter uma atitude don't care, tenho para mim que seria muito mais feliz. Quem pensa o contrário, por favor que se acuse!!
Ora eu fico lixada, é que fico mesmo. Eu já nem falo de política que é para não me passar dos carretos. Eu acho que não vale a pena chatear por causa de maus condutores ou uma má atitude a conduzir, porque foi só um momento, para quê apitar e ir atrás do carro da outra pessoa a insultar e fazer uma espécie de perseguição maníaca? Acho isso um desperdício da raiva...
Ora segundo psicologices isto é bom, isto é um início, porque se eu começo a aceitar isto e a relativizar, daqui a ignorar outras atitudes é um passinho de bébé!!!
Espero nos entretantos não me tornar uma ignorante de atitudes.
Mas ainda há coisas que me fodem, do género:
  •  gozarem descaradamente com a minha cara;
  •  ignorarem pedidos meus;
  •  também detesto "a amiga" que gosta muito de ti, mas nunca tem tempo para ti, porque é super solicitada. Pior, volta não volta, sei lá, uma vez por ano lembra-se do teu aniversário e escreve-te uma dedicatória toda xpto, super enternecedora. Pois é minha querida, eu não existo só uma vez por ano, é chato eu sei;
  • outra também muito parecida com a anterior é aquelas pessoas que dizem: Para a semana vamos sair! E depois nunca dizem nada. E inventam uma história qualquer que tu até engoles uma vez, duas, mas depois torna-se padrão. O melhor é não dizer o que não se sente;
  • detesto pessoas sonsas, nunca percebi muito bem o sentido da palavra, até à pouco tempo;
  • aquela malta que está num grupo de amigos e passa a noite toda a desdenhar dos presentes, a queixar-se de que não quer ali estar, que o fumo a incomoda, que o frio isto, etc...depois apanha-me semelhante bobadeira(é propositado a escrita)que começa a fumar, beber, passa a adorar a malta e lá se vai a importância toda. É chato, pah!
  • também não gosto daquela malta que tem a mania de tocar nos cães todos e depois: Ai que me mordeste! Do género, vocês andam aí a tocar na malta toda? Humm, bem me parecia.
  • não me fode, mas encanita-me quando digo: Esta peça vai esgotar! E a marota esgota em dois dias. Eu devia receber uma percentagem por isso!
  • e depois fode-me aquele tipo de pessoas que deixa os respectivos e mantêm a foto 1960 tirada pelo respectivo, compram a roupa que o respectivo gostaria, mantêm o corte de cabelo, continuam a usar as ofertas dele...isto se calhar é mais pessoal, mas quando as coisas não terminam bem, porquê manter esses jujus? Eu bem me lembro da Charlotte quando se separa do primeiro marido viu-se livre de tudo(excepto a casa, mas é compreensível!)vendeu o anel e fez do dinheiro uma boa acção, claro que é a Charlotte e o anel era provavelmente da Tiffanys. Eu já tentei fazer o mesmo só que era com um colar da Pandora e só me davam 0,68 cêntimos por ele...e era porque tinha umas pérolas, fiquei ofendida, não tivesse o menino dado uma pequena fortuna por ele.Resultado: ainda o tenho!
  • o que dá resultado a uma das coisas que também me fode é ver um anel da Pandora por 1000€ e na revenda se valer 1€ já é muito. E não digas que vais daí!

Posto isto, existem ainda muitas outras coisas que me fodem, chateeiam, irritam ou nem isso, mas como este texto foge a tudo que é correcto desde o Português ao politicamente correcto, deixo isso para quem se chateia com isso e comigo.


We Agree to Disagree
***



Sem comentários:

Publicar um comentário

Caríssimas ou Caríssimos,
o mais importante para mim neste blogue é a vossa opinião e a troca de ideias. Assim podemos Agree to Disagree.
Eu não prometo mas tentarei sempre responder-vos que isto assim é que tem piada e interesse.
Sejam opinativos

***